Pesquise no Grupo AVPH

Código Promocional Pic Pay: GAC1JN

Bagualossauro

Bagualossauro - AVPH

    O Bagualossauro (Bagualosaurus agudoensis) cujo o nome significa "lagarto bagual de Agudo", onde "bagual" é uma gíria gaúcha usada para se referir a cavalos fortes e que hoje é usada em geral para animais de grande porte e "agudoensis" é em homenagem ao local onde foi encontrado, a cidade de Agudo. Viveu há aproximadamente entre 233 a 230 milhões de anos atrás durante o período Triássico Superior (Carniano) no Brasil.

    A ilustração acima mostra a paisagem da região de Agudo, no Rio Grande do Sul, durante o período Triássico, tendo ao centro uma dupla de Bagualossauros confrontando um cinodonte ("Trucidocynodon riograndensis").

    Pertencia ao grupo dos dinossauros brasileiro sauropodomorfos e chegavam a medir cerca de 1 metro de altura e 2,5 metros de comprimento, pesando 150 quilogramas. Eram ancestrais dos gigantescos saurópodes, que surgiriam milhões de anos depois. Os Bagualossauros mostram corpos e sistemas digestivos bem adaptados a alimentação herbívora, conseguindo capturar e processar com melhor eficiência a energia deste tipo de alimento, abrindo caminho para permitir a evolução dos corpos durante a "corrida armamentista" que viria a seguir contra os carnívoros. Se acredita que tenham convivido com outras 4 espécies brasileiras, Pampadromaeus barberenai, Buriolestes schultzi, Saturnalia tupiniquim e Staurikosaurus pricei.

    Os restos fósseis foram descobertos em 2007 em um barranco de um lago, em uma propriedade rural do município de Agudo, no estado do Rio Grande do Sul, localizado a cerca de 240 quilômetros de Porto Alegre. O fóssil ficou mais de 5 anos guardado em um armário do Laboratório de Paleovertebrados da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, sob a tutela do professor Cesar Schultz. Os fósseis foram estudados pelos paleontólogos Flávio Pretto da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Max C. Langer da Universidade de São Paulo de Ribeirão Preto (USP) e Cesar L. Schultz da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) em 2018. A descoberta foi publicada no periódico científico britânico “Zoological Journal of the Linnean Society”.


Dados do Dinossauro:
Nome: Bagualossauro
Nome Científico: Bagualosaurus agudoensis
Época: Triássico
Local onde viveu: Brasil
Peso: Cerca de 150 quilogramas
Tamanho: 1 metro de altura e 2,5 metros de comprimento
Alimentação: Herbívora

Classificação Científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Superordem: Dinosauria
Ordem: Saurischia
Subordem: Sauropodomorpha
Gênero: Bagualosaurus
Espécie: Bagualosaurus agudoensis Pretto, Langer & Schultz, 2018.

Paleoarte:
- Jorge Blanco

Referências:
- Flávio A. Pretto; Max C. Langer; Cesar L. Schultz (2018). "A new dinosaur (Saurischia: Sauropodomorpha) from the Late Triassic of Brazil provides insights on the evolution of sauropodomorph body plan". Zoological Journal of the Linnean Society. in press. doi:10.1093/zoolinnean/zly028.
- Langer, M.C.; Ramezani, J.; Da Rosa, Á.A.S. (2018). "U-Pb age constraints on dinosaur rise from south Brazil". Gondwana Research. X (18). doi:10.1016/j.gr.2018.01.005..


loading...
   ® Atlas Virtual da Pré-História - AVPH.com.br | Conteúdo sob Licença Creative Commons | Política de Privacidade | Termos de Compromisso | Projeto: AVPH Produções
    Obs.: Caso encontre alguma informação incoerente contida neste site, tenha alguma dúvida ou queira alguma informação adicional é só nos mandar um e-mail. Tenha uma boa consulta !!!.